09 março 2009

Somente o necessário

O mundo era menino em 1967.

4 comentários:

Márcia Corrêa disse...

Nem baixou o vídeo todo ainda e eu já saí daqui pra pegar um copo d'água sacudindo a pança e cantando "...necessário, somente o necessário, o extraordinário é demais...". Adoro o Baloo porque ele resolve as coisas com aquela emoção grandona e desengonçada, meio sem freios.

Veriana Ribeiro disse...

e ecologicamente correto, pelo jeito.

"Eu uso o necessário, Somente o necessário, O extraordinário é demais, Eu digo o necessário, Somente o necessário, Por isso é que essa vida eu vivo em paz"

Márcia Corrêa disse...

A segunda estrofe é ainda mais ecológica: "Eu só quero ter o que a vida me dá". Não encontrei os autores.

Somente o Necessário

[balu]
Eu uso o necessário
Somente o necessário
O extraordinário é demais
Eu digo necessário
Somente o necessário
Por isso é que essa vida eu vivo em paz

Assim é que eu vivo
E melhor não há
Eu só quero ter
O que a vida me dá
Milhões de abelhas vão fazer
Fazer o mel pra eu comer
E se por acaso eu olhar pro chão
Tem formigas em profusão
Então, prove uma

Eu uso o necessário
Somente o necessário
O extraordinário é demais
Eu digo o necessário
Somente o necessário
Por isso é que essa vida eu vivo em paz

Vejam o pica-pau, pau
Que só pensa em picar

Ele vai se dar mau, mau
Pra se alimentar
Não pique a pera no pé
Pois pera picada no pé
Nunca presta, pois é
Não vai dar pé
Você vai dar mal
Não pique essa pera como um pica-pau
Você entendeu esse angu?

...

luciahelena disse...

Só para contrariar: eu vivo o necessário e o extraordinário. Claro depende do que se entendo por cada um dos termos; creio que variável para cada cultura, sociedade e indivíduo...