18 dezembro 2012

fiim

Fiz um livro, o nome dele é "Política Zero". É uma seleção das crônicas que publiquei em 2011 no jornal Página 20, intercaladas com outras mais antigas, dos blogs ou de velhos jornais. São coisas que venho pensando, nos últimos tempos, sobre política. Os textos antigos entram porque são insights, porque permanecem atuais, porque antecipam idéias que se firmariam no futuro ou, simplesmente, porque me agradam. 
.
Diagramei, ilustrei com meus desenhos toscos, imprimi em computador e fiz cópias xerox das páginas. Minha mulher e minha filha vão costurando e colando. Eu mesmo saio às ruas vendendo a quem encontro. Minha sobrinha, meu sobrinho e os amigos prometeram organizar um sarau de lançamento no Casarão. Semana que vem, colocarei algumas dezenas de exemplares na Livraria Nobel. 
.
Transcrevo o parágrafo final do texto de apresentação:


"O que espero com tal publicação, além de rios de dinheiro e fama mundial? Sinceramente, espero desencanar de vez da programação mental proporcionada por décadas de política, fechar essa conta em minha vida para poder inventar e descobrir coisas novas, outras formas de viver e pensar. De quebra, quero estimular outras pessoas dispostas a descolar-se das antigas plataformas. Mas fico contente se puder, ao menos, a cada crônica, proporcionar dois minutos de reflexão".

Compre, leia e dê de presente "Política Zero". 
.

4 comentários:

Marisa Fontana disse...

Se uma publicação assim fosse o suficiente, seria tudo mais fácil. De qualquer forma é um passo no longo caminho. Boa Sorte pra você nesse e em outros que virão!

Adami Campos disse...

Olá Antônio. Meu nome é Adami Campos e sou professor e moro em SP. gostaria muito de adquirir seu texto. Por favor, como a aquisição pode ser feita? Obrigado (adamicampos@gmail.com)

Antonio Alves disse...

Pros leitores de outras praças: mandem e-mail pra toinho.acre@uol.com.br e vou dar meu jeito de mandar o livro. Acho que antes do final de janeiro vou a Brasília e São Paulo, vou programar reuniões para vender o livro e conversar.

AMC disse...

... alguma chance do "pássaro de ferro" alçar vôo por bandas de Lisboa, caríssimo?

Saudades longas, abraço transatlântico!

Ana Portugal